Trabalho em Conjunto

Por Lucas Andrade

Para aproveitar o crescimento do atacarejo, empresas como a Colgate-Palmolive lançam promoções e produtos exclusivos para os consumidores do setor

A forte expansão do atacarejo nos últimos anos criou um desafio para a indústria: como aproveitar a janela de oportunidade para também crescer? A resposta foi promover mudanças e dedicar atenção especial ao
segmento. De acordo com recente pesquisa realizada pelo Advantage Group sobre a relação entre a indústria e o atacado de autosserviço, a Colgate-Palmolive é um exemplo de empresa que soube pegar o embalo
dos avanços do setor.

Ivan Nunes Prazeres, channel manager de atacarejo para o Brasil da Colgate-Palmolive, conta que o trabalho começou cerca de cinco anos atrás. “Foi quando a empresa entendeu que era preciso olhar o ambiente de varejo de uma maneira mais direcionada”, relata. Nunes diz que foram criadas estratégias específicas para o atacarejo. “Passamos a ter uma sintonia melhor com os clientes do segmento e ouvimos o que o setor precisa para alinhar os planos e atingir os objetivos.”

O executivo da Colgate-Palmolive aponta que o desenvolvimento de produtos especiais para as redes de atacado de autosserviço cria um diferencial. “Faz com que o canal se sinta exclusivo e seja melhor atendido”, afirma. O suporte às redes, para melhorar a apresentação das gôndolas, e a realização de promoções, com a distribuição de prêmios, são outras iniciativas que ajudam a estreitar os laços. “Ações como essas trazem mais fluxos para as lojas e impulsionam as vendas”, acrescenta.

Ana Fioratti, diretora-geral do Advantage Group no Brasil, defende que o atacarejo aproveite o conhecimento da indústria para manter o ritmo de crescimento. Ela destaca que o trabalho em conjunto é essencial para o fortalecimento do canal. “Mais sortimentos, de melhor qualidade e com preços bons, ajudam a fidelizar o cliente”, completa.

Fonte: Revista ABAAS nº 9 | Outubro de 2019
Clique aqui para ver a edição completa.

Entre em contato